domingo, 3 de maio de 2015

Modos de Ventilação: Ventilação modo CPAP - não invasiva

Uma das técnicas de administração de oxigênio ao recém nascido de forma não invasiva,é através do CPAP (Pressão Positiva contínua das vias respiratórias).
A aplicação da pressão positiva contínua das vias respiratórias (CPAP), consiste, segundo TAMEZ:

"o CPAP consiste na administração da mistura de oxigênio e ar comprimido sobre pressão contínua, através de dispositivos nasais, aumentando a capacidade funcional residual pulmonar e reduzindo a resistência vascular pulmonar, melhorando a oxigenação. Esse método mantém pressão positiva nas vias aéreas durante a fase expiratória, permitindo uma eficiente distensão dos alvéolos. Também diminui a resistência supraglótica, previne atelectasia, aumenta a estabilidade da parede torácica, melhora a capacidade funcional residual e reduz episódios de apneia no recém nascido prematuro, e , nos neonatos de baixo peso, o CPAP nasal reduz a incidência de barotrauma provocado pela ventilação mecânica."
Há uma tendência atual para a autilização do CPAP nasal a partir do nascimento, para todos os prematuros > 28 semanas de gestação que respirem espontâneamente, e estáveis. Se houver necessidade de intubar, a surfactante é administrado e, após 10 a 15 min, tempo suficiente para a absorção do mesmo, o paciente é extubado e colocado na CPAP nasal.

Métodos de CPAP nasal:

_ CPAP nasal tubo curto;
_ CPAP nasal tubo longo;
_ Máscara nasal.

Tabela de recomendação do tamanho da pronga em relação ao peso:


Peso Nº de Pronga

< 700 gramas 0 700 gr – 1 kg 1 1-2 kg 2 2-3 kg 3 > 3 kg 4


DIRETRIZES PARA MONTAR O SISTEMA DE CPAP NASAL: O sistema de CPAP nasal consta básicamente de três componentes: uma fonte de fluxo contínuo de gases (pode ser o fluxômetro do aparelho de ventilação mecânica ou os fluxômetros de parede), uma peça de conexão com o paciente (são as prongas nasais) e um resistor gerador de pressão (pode ser a válvula exalatória do aparelho de ventilação mecânica ou o sistema de selo d agua).
Segundo Paulo Margotto:



Montar um sistema de VNI neonatal é bastante simples. Precisam-se apenas de um sistema de CPAP nasal e de um ventilador convencional de fluxo contínuo, ciclado a tempo e limitado a pressão (Inter 3, Inter 5, Inter Neo, Dixtal,etc). Estes respiradores representam a maioria dos respiradores neonatais.
Quem faz CPAP nasal no aparelho de ventilação mecânica, sem usar frasco de selo de água, deve montar de maneira idêntica para fornecer VNI.
Aqueles que nunca usaram o ventilador para fornecer CPAP, podem montar o sistema de VNI da seguinte forma:
O ventilador mecânico é conectado nas fontes de ar comprimido e oxigênio como é habitual. Do copo umidificador, ao invés de sair o ramo inspiratório usado em ventilação mecânica, sai a mangueira inspiratória do CPAP. Para adaptar a mangueira inspiratória com o copo, é necessário um conector de 22 mm (ver figura 1).
Fig 1: Perceba nesta foto a Mangueira inspiratória corrugada adaptada ao frasco umidificador por conector de 22mm .

A mangueira inspiratória irá conectada a pronga nasal como é habitual. Da pronga nasal sairá a mangueira exalatória do sistema ( ver figuras 2 e 3)

A mangueira exalatória do CPAP é adaptada na entrada da valvula PEEP do aparelho de ventilação mecânica, exatamente no local onde se adapta o ramo exalatório quando se monta para ventilação mecânica. Para adaptar a mangueira exalatória do CPAP com a entrada da válvula PEEP é necessário um adaptador de 22 mm (ver figura 4).

A linha de monitoração de pressão vem inclusa nos kits de prongas nasais. Uma extremidade desta linha deve ser conectada no local específico do ramo exalatório do circuito (ver figura 5). A outra extremidade é conectada no local de medida da pressão do aparelho de ventilação mecânica (ver figura 6).

Resumidamente, as "Intervenções de Enfermagem na Instalação do CPAP nasal neonatal", são:

_ Lavagem das mãos;
_Montagem do circuito conforme visto;
_Conecção do circuito ao ventilador de modo asséptico;
_No ventilador, manter o umidificador aquecido entre 32 e 36 graus celsius;
_Antes de posicionar a pronga do CPAP no RN, aspire as vias aéreas superiores;
_Cuidadosamente, ajuste a pronga nasal nas narinas do recém nascido;
_Observe e mantenha a cânula nasal da pronga corretamente posicionada nas narinas, verificação constante;
_Observação constante da pele ao redor do dispositivo nasal e de fixação;
_Mantenha o recém nascido tranquilo, agrupe os cuidados, se nessário e conforme prescrição médica, administre sedativos e analgésicos e oxigênio.
_Mantenha o recém nascido com sonda orogástrica, pois é comum a distensão abdominaldurante o uso do CPAP devido a entrada de ar no estômago, assim, manter a sonda orogástrica aberta promove a descompressão com redução da distensão e desconforto, facilitando a expansão torácia;
_Coleta de gasometria arterial 30 minutos após o início da CPAP (segundo prescriçãomédica).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cursos Iped todas as áreas